Quem somos | Parceiros | + info | protocolos
Imprimir documento


Museu Nacional do Azulejo
Em 25 de Setembro de 2009 foi celebrado um protocolo de cooperação entre a Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa (FLUL) e o Instituto dos Museus e da Conservação (IMC), que visa definir e regular a cooperação entre a FLUL e o IMC, através da Rede Temática em Estudos de Azulejaria e Cerâmica João Miguel dos Santos Simões (RTEACJMSS), actual Az - Rede de Investigação em Azulejo, e do Museu Nacional do Azulejo.

Para além dos objectivos específicos relacionados com actividades e projectos já em desenvolvimento, em número de sete, o presente protocolo prevê ainda a elaboração de novas parcerias, nos termos que vierem a ser acordados (alínea 2 da cláusula primeira), mas sempre tendo como objectivos gerais o desenvolvimento da investigação integrada das fontes escritas e artísticas relacionadas com a Azulejaria portuguesa, assim como a promoção do Inventário, Estudo e Divulgação da Azulejaria portuguesa (alíneas a) e b) da cláusula segunda). 

[texto do protocolo - pdf 2,30 MB]

____________________________________________________________

Câmara Municipal de Vila Nova de Famalicão
Protocolo celebrado a 26 de Maio de 2014, tendo como principal objectivo o acompanhamento do inventário do património azulejar do município.

____________________________________________________________

Centro Hospitalar de Lisboa Central
Protocolo de cooperação sobre o património artístico hospitalar. O âmbito deste documento é muito vasto, pois pretende fomentar os estudos histórico-artísticos dos imóveis do CHLC-EPE, desde a arquitectura aos equipamentos decorativos de talha, mobiliário, pintura, imaginária, têxteis e outros, incluindo os acervos deslocados ou destruídos. Entre estes, o património azulejar mereceu uma atenção especial, determinando-se que o seu inventário constituiria uma das primeiras tarefas a realizar (alínea a) e c)), relacionada com outras iniciativas directamente decorrentes desta – colóquios, conferências, publicações.

[texto do protocolo - pdf 2, 91 MB]

____________________________________________________________

Centro de Estudos da População, Economia e Sociedade [CEPESE]

Protocolo de colaboração, celebrado em Setembro de 2010, com o Centro de Estudos da População, Economia e Sociedade [CEPESE], no sentido de promover os estudos sobre azulejaria e cerâmica, reconhecendo, ambas as instituições, as vantagens de uma colaboração efectiva nestas áreas, nas quais contam com diversos investigadores especializados.

[texto do protocolo - pdf 1,53 MB]

____________________________________________________________

Fundação Joana Vasconcelos

Protocolo celebrado a 21 de Abril de 2014, tendo como principais objectivos, constantes na cláusula 1º, a cooperação em iniciativas e projectos da FJV que envolvam património azulejar; o apoio e acompanhamento no estudo das peças da colecção FJV; o apoio a projectos do Az, em particular ao projecto “Catalogação de padrões da azulejaria portuguesa”; a realização conjunta de iniciativas como conferências e colóquios ou mesmo exposições, que sejam do interesse de ambas as partes; a edição de publicações no âmbito das alíneas anteriores; e a colaboração e apoio mútuo na divulgação e acções de preservação do património azulejar português.

____________________________________________________________

Instituto da Habitação e da Reabilitação Urbana (IHRU)
Acordo de colaboração no âmbito do Sistema de Informação para o Património Arquitetónico (SIPA), com o objectivo estabelecer e desenvolver uma relação de parceria técnico-científica entre as entidades para o estudo, da inventariação e da divulgação do património azulejar português.
 
[texto do protocolo - pdf 1,37 MB]

____________________________________________________________

Museu Nacional Grão Vasco [Direção-Geral do Património Cultural]
Protocolo de cooperação genérico, celebrado a 4 de Fevereiro de 2015, ao qual foi acrescentado um convénio específico com a mesma data. Realizado no âmbito da tese de mestrado da aluna Ana Venâncio, orientada por Maria João Neto e co-orientada por Rosário Salema de Carvalho, o convénio tinha como objectivo assegurar a montagem e estudo dos painéis de azulejo existentes em reserva no Museu Grão Vasco.

____________________________________________________________

SOS Azulejo

Em Março de 2010 integra, como parceiro, o projecto SOS Azulejo, uma iniciativa do Museu de Polícia Judiciária (MPJ), órgão da Escola de Polícia Judiciária (EPJ) que tem por principais objectivos, no que ao azulejo diz respeito, “implementar na comunidade uma estratégia assertiva, pragmática e eficaz de Prevenção Criminal”, optando “por um alargamento multidisciplinar de abordagem a esta problemática que engloba a vertente da conservação preventiva, consciente de que só um investimento de salvaguarda global do património cultural poderá ter garantias mínimas de eficácia”.

[texto do protocolo - pdf 176 KB]
[adenda ao protocolo - pdf 896 KB]

____________________________________________________________

Sistemas do Futuro

O registo da informação relativa ao inventário da azulejaria é efectuado numa base de dados integrada - in patrimonium - , cujo desenvolvimento e manutenção é da responsabilidade dos Sistemas do Futuro, empresa com a qual o Az trabalha no sentido de melhorar a aplicação dedicada ao património integrado.

____________________________________________________________

Unidade de Museus da Universidade de Lisboa
Museu Nacional de História Natural e da Ciência
 
Protocolo de colaboração, celebrado em Fevereiro de 2013, com Unidade de Museus da Universidade de Lisboa/Museu Nacional de História Natural e da Ciência. O protocolo tem como principais objectivos:
A inventariação, o estudo, a salvaguarda e a valorização de património cerâmico da Universidade de Lisboa; a colaboração na formação de inventariação in situ, através de workshops e seminários; a cooperação mútua com vista à divulgação do património da Universidade em publicações, exposições, bem como ao desenvolvimento de programas de estudo e investigação; e a assessoria mútua e serviços de consultoria em questões relacionadas com a actividade de inventariação in situ

[texto do protocolo - pdf 2,28 MB]

____________________________________________________________


« voltar